Tamanho da fonte: a a a
Ir para o conteúdo
Para mães e pais 
em fase de crescimento.

Chocolate para crianças: o que você precisa saber?

Nestlé por Crianças mais Saudáveis NC
qua, 10/11/2021 - 10:30
a imagem mostra uma mulher e um menino sorrindo, tirando uma selfie após ele ter comido chocolate.

Chocolate é uma delícia e quase todo mundo ama. Seja em barra, no bolo, bombons ou misturado com leite, é sucesso entre crianças e adultos.

E ele pode também trazer benefícios para a saúde. Mas precisa ser consumido com moderação, combinado? 

Vamos entender um pouco mais?

Os benefícios do chocolate para crianças (e adultos!)

É só comer um pedacinho de chocolate que crianças e adultos ficam felizes!  Isso já aconteceu por aí? A explicação para o fenômeno – nem um pouco raro – é simples: o chocolate estimula a produção de substâncias responsáveis pela sensação de bem-estar do nosso corpo!

Incrível, não é? Mas esse não é o único benefício dessa delícia. Aqueles com alta concentração de cacau ajudam a melhorar a circulação sanguínea, têm propriedades antioxidantes e auxiliam no combate à pressão alta. Eles são mais amarguinhos, é verdade, mas é questão de acostumar o paladar!

Saiba que todos esses efeitos benéficos do chocolate vêm de sua matéria-prima: o cacau! Essa fruta tão importante também tem alta concentração de ferro, essencial no combate à anemia, além de ajudar nosso organismo na regulação do intestino e no controle do peso, entre outros!

Por isso, quanto maior a concentração de cacau, mais saudável é o chocolate. 

Qual é o tipo de chocolate mais indicado para crianças?

Como já antecipamos acima, os chocolates mais recomendados são os amargos e meio-amargos, que têm maior concentração de cacau em comparação com os demais, agregando os benefícios do cacau para a saúde.

E os outros chocolates?

Ao leite, branco, recheado, tipos de chocolate não faltam. Mas para esses outros tipos é preciso prestar mais atenção à quantidade – equilíbrio é a regra de ouro aqui, combinado? 😉

Os chocolates brancos, por exemplo, têm mais gordura que os chocolates ao leite. Isso porque o branco é feito a partir da manteiga de cacau, açúcar e leite e não da massa da fruta. Os recheados podem somar os benefícios dos recheios – se forem feitos com nozes,  amendoim, frutas etc.  Por outro lado, costumam ser mais gordurosos, quando comparados à versões sem recheio.

Não significa que estejam proibidos, mas que precisam ser consumidos com moderação e equilíbrio. Como tudo na vida, né?

Vamos falar da quantidade de chocolate recomendada para crianças?

Um pedacinho de chocolate que viram dois, três, quatro, oito…. Quando vemos, as crianças já comeram a barra toda! Pois é, não é fácil. Ainda que o cacau traga diversos benefícios para a saúde, é importante não exagerar. 

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), doces devem ser consumidos apenas por crianças acima dos 2 anos. Depois disso, o ideal é que não ultrapasse 25 gramas por dia. 

Traduzindo para o mundo do chocolate, são entre quatro e seis quadradinhos de uma barra, a depender do tamanho. 

Quer aprender mais sobre o chocolate, seus benefícios e tipos existentes? Então, acesse o Portal Nestlé por Crianças Mais Saudáveis, na jornada “O mundo do chocolate”. Corre lá para conferir!

Tags deste conteúdo
Mostre para mais alguém: