Tamanho da fonte: a a a
Ir para o conteúdo
Para mães e pais 
em fase de crescimento.

Sobre consumo infantil: como lidamos com dinheiro em casa?

Negra Li NL
sex, 22/10/2021 - 10:30
Criança colocando a moeda dentro de um cofre em formato de porco cor de rosa claro. O cofre está sob uma mesa de madeira e nela há mais algumas moedas

Na minha casa, eu gosto muito de dialogar sobre tudo e não é diferente com consumo infantil. 

Respeito meus filhos e entendo que, mesmo tão novos (Sofia de 12 e Noah de 4 anos), eles têm direito de entender o porquê das coisas, tanto do que eles podem ou não podem fazer.

Consciência sobre consumo desde pequenos

Como temos um diálogo aberto, eu sou muito transparente sobre consumo consciente com eles: o consumo de alimentos, de brinquedos, de água e de dinheiro.

O Noah, por exemplo, já me abordou dizendo "Eu quero esse brinquedo mamãe! Olha, não é caro", pois ensinei desde cedo para os dois a diferença entre as coisas que são mais caras e mais baratas.

Algo que trago para meus filhos é a consciência de que eu dou para eles um brinquedo, por exemplo, com esforço, muito trabalho e dedicação. Acho importante essa consciência de que tudo o que conquistamos é porque trabalhei duro para conseguir.

Também presenteio os dois, mas sempre explicando que eles realmente mereceram. Pode ser por terem se esforçado na escola, por obedecerem a mamãe etc.

Quanto mais crescem, mais conversamos sobre hábito de consumo

Com a Sofia, faço questão de falar o valor de tudo o que ela gosta. Ela ficou com meu celular antigo quando comprei um novo e eu expliquei os valores de cada um. Ela tem total consciência de que precisa daquele aparelho para se comunicar comigo, principalmente, não somente por status ou para usar redes sociais. 

Leia também: O excesso de tempo de tela faz mal para o cérebro da criança?

Dou exemplo pra ela de quando comprei meu primeiro carro: era um carro usado e foi com meu trabalho e esforço que consegui comprar o que desejava. É uma forma de incentivá-la a conquistar e se esforçar para ter o que ela quer. 

Com ela também é mais fácil enfatizar a importância dos banhos curtos. Oriento ela a sempre desligar o chuveiro enquanto passa os cremes e penteia o cabelo para diminuir o consumo de água. 

Consumo consciente como hábito de família

Outra forma que encontrei de conscientizar meus filhos sobre consumo infantil foi através da alimentação. O consumo consciente de alimentos é uma pauta que considero muito importante em casa: a importância de não jogar fora os alimentos, de colocar no prato apenas o que realmente vão comer para evitar desperdícios e de separar o lixo para descarte. 

Recentemente, também realizei o sonho antigo de ter em casa uma horta de onde pudesse colher meus temperos e alimentos. 

E hoje considero uma missão pessoal passar esse conhecimento para eles: de que nem tudo é comprado e embalado no mercado, mas que podemos contar com tantos recursos que a natureza nos fornece para nos alimentar e viver bem. 

E que podemos, sim, consumir de forma consciente em todos os âmbitos da vida, desde o consumo infantil até a vida adulta! 

Se você já ouviu falar que comer bem custa caro, levanta a mão! Mas não é bem assim: leia também o conteúdo sobre alimentação saudável sem gastar muito e saiba mais.


 

Tags deste conteúdo
Mostre para mais alguém: