A+
A-
Para mães e pais 
em fase de crescimento.

Novidades:

Ninhos do Brasil + Carochinha Editora: Ninhos do Brasil se uniu à Carochinha Editora, selecionando histórias que auxiliam nas questões enfrentadas em diferentes fases. Confira!

Letra cursiva: a importância desse aprendizado para a criança

Monique Gonçalves MG
qui, 11/11/2021 - 10:30
Criança aprendendo a escrever letra cursiva em um caderno de caligafia

O aprendizado da letra cursiva é um dos mais esperados pela família a partir do momento em que os pequenos entram na escola. Como professora, já ouvi muita mãe ou pai dizer: “e aí, professora, quando meu filho vai aprender a escrever com a letra de mão?”. E é ainda mais comum que isso seja cobrado de forma intensa no início da fase escolar das crianças. 

O que precisamos compreender é que existem alguns processos importantes antes de aprender a escrever na famosa “letra cursiva”.

Importância da letra cursiva

Muitos dizem que a letra cursiva já não é mais tão essencial e a justificativa é que vivemos na época da tecnologia, em que tudo o que mais acessamos está exposto em letra imprensa. Porém, estudiosos já confirmaram que a letra cursiva ainda pode colaborar para o desenvolvimento cerebral do ser humano, porque desenvolve áreas no cérebro responsáveis pela linguagem, pela memória de trabalho e pelo pensamento. 

Ou seja, quando a criança está escrevendo em letra cursiva, possibilita a criação de novas conexões cerebrais, as quais chamamos sinapses, responsáveis por transmitir informações de uma célula para outra, possibilitando novas aprendizagens.

Os processos que vêm antes da letra cursiva

Para compreendermos a importância da letra cursiva, é preciso lembrar que escrever é um ato relacionado às nossas práticas sociais. Quer ver alguns exemplos? A escrita de recados no bloco de notas, cartas ou bilhetes sempre se fizeram presentes no cotidiano das relações sociais. Afinal, a escrita integra a comunicação, que é composta por: mensagem, emissor e receptor. 

É importante que a criança desenvolva esse olhar durante seu processo de aprendizado 😊

Outra coisa que precisamos compreender é que, antes de escrever – seja letra cursiva ou de imprensa –, as mãos da criança precisam trabalhar em muitas outras atividades. Veja só quantas atividades cotidianas podem ajudar: 
brincar de massinha

  • descascar alimentos (como banana ou mexerica)
  • empilhar blocos lógicos
  • pegar grãos de um recipiente e colocar em outro (o que chamamos de movimento de pinça)
  • rosquear tampas de garrafa pet
  • e muito mais 

Essas atividades auxiliam a coordenação motora, uma habilidade superimportante para o processo de escrita. Então, antes de aprender a escrever é necessário investir nessa preparação.

E o aprendizado nunca acaba! 

Mesmo depois que a criança aprende a “letra de mão”, seu treino contínuo possibilita avanços na coordenação motora, porque a criança precisa se concentrar para realizar cada tracinho. Então, vale lembrar que toda fase tem seus aprendizados: antes, durante e depois da alfabetização. 

Letra cursiva: com paciência e sem pressão

A letra também está relacionada à personalidade da pessoa. Já conheci muitas pessoas que escreveram com a letra imprensa a vida toda – e tudo bem! 

Forçar a criança a escrever com a letra cursiva não é uma atitude legal, pois sempre haverá aquela que não se identificará com determinados traços e o que importa é se a criança sabe identificar sua escrita e consegue fazer uso dela de forma social.

Então, muita paciência, calma e respeito neste processo. Não saber escrever com a letra cursiva não significa que a criança não vá aprender (inclusive, uma coisa não tem nada a ver com a outra). 

Fique tranquilo(a) e, em vez de ficar preocupado com essa questão, possibilite a ela vivências que a auxiliarão futuramente, quando for o momento de traçar novas letras! 

Já que estamos falando de alfabetização, quer saber um pouco mais sobre o que vem antes de aprender a ler?