A+
A-
Para mães e pais 
em fase de crescimento.

Novidades:

Ninhos do Brasil + Carochinha Editora: Ninhos do Brasil se uniu à Carochinha Editora, selecionando histórias que auxiliam nas questões enfrentadas em diferentes fases. Confira!

7 dicas para ajudar no desenvolvimento da criança de 7 anos

Ninhos do Brasil NB
qua, 21/04/2021 - 14:32
Criança de 7 anos lendo um livro deitada em um sofá, apoiada em uma almofada.

De repente, aquele “furacão” que você tinha em casa está mais quieto, introspectivo, observador? É a sua criança chegando aos 7 anos, também chamada de “a idade da razão”.

Ela começa a ficar mais atenta às relações de causa e consequência, menos egocêntrica e tem a noção de certo e errado, bem e mal, fantasia ou mentira mais claras. Também passa a ter mais curiosidade pelos assuntos dos adultos.

Afinal, está se sentido quase “um mocinho” ou “uma mocinha”, como provavelmente já ouviu em algum lugar.

O desenvolvimento das crianças de 7 anos

Nos estágios de desenvolvimento infantil descritos por Jean Piaget, os sete anos marcam o início da fase operatória concreta. Isso significa maior habilidade para solucionar problemas lógicos, lidar com conceitos e números de forma concreta.

Desenvolvimento físico médio na época do aniversário de 7 anos:
Peso: 18,73 a 30,63 kg (meninas) | 19,50 a 31,71 kg (meninos)
Altura: 114 a 131,7 cm (meninas) | 114 a 133,4 cm (meninos)
Horas de sono necessárias: 9 a 12h

Não à toa, o período coincide com o início da escolarização formal e da alfabetização. Quer ajudar nessa fase? Reunimos sete dicas:

1. Estimule a leitura e a escrita, mas sem pressão

Continue lendo livros para o seu filho(a) e peça também para ele ler para você. Que tal uma frase para cada um? Ou uma página inteira? Veja como flui melhor por aí. Convide-o para escrever a lista de compras, um bilhete ou uma carta para alguém que ele gosta. E não se preocupe com os erros gramaticais nessa fase, não. A falta ou a troca de letras é completamente normal nessa idade.

2. Esteja disponível para ajudar

Seu filho(a) já consegue fazer quase tudo sozinho(a), mas ainda precisa de você. Como ele está lidando com outras responsabilidades da escola, pode se cobrar para ter o desempenho esperado ou se desapontar quando não conseguir algo. Tente acolher esse sentimento, mostrando que confia na capacidade dele.

3. Fale dos seus sentimentos com a criança

Isso mesmo, se abra! Seu filho é cada vez mais capaz de enxergar o outro e praticar a empatia. É um bom momento para explicar como você se sente quando precisa repetir quarenta vezes que está na hora dele tomar banho ou fazer a lição, por exemplo. Ou o quanto você também não gostava, mas como viu que era importante. Ele ficará mais à vontade para falar dos seus próprios sentimentos também.

Leia também: 6 livros para falar sobre emoções com as crianças

Nessa conversa, dá para estipular novos combinados para essas atividades rotineiras que precisam ser feitas. “Ok, filho, é chato para você, mas para mim também. Não gosto de ser chata, mas sou responsável por você, vamos colocar o relógio para despertar na hora do banho e aí você vai sem briga?” ou “Podemos colocar a sua música preferida para tocar na hora do banho”.

4. Evite sobrecargas de tarefas e aulas

Inglês, natação, judô, robótica, além da escola normal? Calma! As crianças de 7 anos já conseguem lidar com mais responsabilidades, mas ainda são crianças. Tempo livre para brincar e explorar o que desperta a sua curiosidade ainda é muito importante.

5. Eduque financeiramente!

A maior capacidade de raciocínio matemático já permite à criança começar a entender melhor o custo daquele brinquedo que ela tanto deseja. Você pode ensinar o valor das notas e das moedas e estimulá-la a ter um cofrinho para comprar com as próprias economias.

6. Invista em brinquedos específicos para crianças de 7 anos

Os brinquedos educativos e as competições envolvendo letras e palavras começam a fazer mais sucesso por aqui. Incentive as crianças a brincarem com jogo da forca e palavras-cruzadas simples, que também são boas pedidas para os momentos em família! Mas é importante lembrar que nem só de alfabetização vivem as crianças de 7 anos: elas ainda precisam brincar ao ar livre, correr, brincar de bola, carrinho, boneca ou do que mais gostar, combinado? 🙂

7. Incentive a criança a formular hipóteses para as suas dúvidas

Em vez de respostas prontas, ajude-a a construir respostas a partir do que já conhece do mundo, numa sequência lógica. Isso ajuda a estimular o raciocínio! Por exemplo, se a pergunta é “Qual letra vai agora?”, prefira responder com uma pergunta que já induza a resposta, como “Qual som você quer escrever agora?” ou “Você lembra de alguma outra palavra que tenha esse mesmo som?”.

Isso também é válido para perguntas mais genéricas, como quando a criança pergunta “Como o Papai Noel consegue estar em tantos lugares ao mesmo tempo?” – em casos assim, você pode dizer “Eu não sei, como você acha que é possível?”.

Compartilhe você também sua experiência: quais são os desafios e as delícias da fase dos 7 anos? Vamos trocar histórias e dicas de crianças, pais e mães em fase de crescimento 💛