A+
A-
Para mães e pais 
em fase de crescimento.

Novidades:

Ninhos do Brasil + Carochinha Editora: Ninhos do Brasil se uniu à Carochinha Editora, selecionando histórias que auxiliam nas questões enfrentadas em diferentes fases. Confira!

Crianças de 8 anos: quem tem mais dúvidas? Nós ou elas?

Ninhos do Brasil NB
qua, 21/04/2021 - 12:09
Duas crianças de cerca de 8 anos cortam papel colorido com uma tesoura sem ponta customizando pequenas peças de roupa com este material. Uma delas está utilizando, sobre a sua roupa comum, um vestido feito de papel.

Well, Well, Well, Gabriel… Você lembra dessa música da Paula Toller? Não é à toa que a canção se chama 8 anos! O “Bem, bem”… (well, well em inglês) é aquela titubeada que nós adultos temos diante de perguntas difíceis.

É verdade: criança faz perguntas desconcertantes desde os 4 ou 5 anos, mas, quando chega por volta dos 8 anos, passa a não aceitar qualquer “porque sim” como resposta.

Seu filho ou filha de 8 anos é um repórter mirim de primeira ou uma cientista curiosa. Eles estão prontos para desvendar e entender mais mistérios do mundo! Também já são pessoas cheias de personalidade e estilo (e podem ficar bem exigentes em relação a isso). Quer saber o que esperar?

O desenvolvimento das crianças de 8 anos

Desenvolvimento físico médio na época do aniversário de 8 anos:
Peso: 20,55 a 35,79 kg (meninas) | 21,77 a 36,2 kg (meninos)
Altura: 119,1 a 137,4 cm (meninas) | 119,6 a 140,2 cm (meninos)
Horas de sono necessárias: 9 a 12h

Avançando no período operatório-concreto de Jean Piaget, a leitura e a compreensão de texto da criança está cada vez melhor e o raciocínio matemático já consegue chegar na casa do milhar.

Curiosidades sobre ciências são cada vez mais frequentes. Apesar de adorar aprender, fazer lição de casa ainda pode ser motivo de dramas. Aqui, vale a dica de sempre: conversas e acordos. Só não vale não fazer, né?

Demonstrar interesse pelo que ele está aprendendo pode ajudar, já que, nessas fases, eles adoram compartilhar seus conhecimentos. Vamos entender mais algumas características dessa idade?

Afirmação da personalidade e estilo

Com 8 anos, a criança já se sente oficialmente uma “criança grande” e gosta de afirmar sua personalidade para o mundo. É comum que fiquem supervaidosos e já não aceitem mais seus palpites sobre roupas e acessórios (se é que ainda aceitavam). E a gente ama os looks que eles escolhem!

Equilíbrio emocional

A criança se importa mais com a opinião do seu grupo de amigos, mas é bem possível que ainda busque um colinho ou um aconchego dos pais à noite (ainda bem!).

Isso porque, nessa idade, eles ainda precisam da segurança do adulto de referência para encontrar o equilíbrio emocional para lidar com situações de ansiedade e estresse.

Acompanhando o desenvolvimento da criança de 8 anos

Reunimos algumas estratégias para vocês crescerem juntos nessa fase. Vem com a gente!

Estimular a curiosidade em relação ao mundo

Sobre as perguntas que falamos no início do artigo, continue estimulando essa curiosidade e a formulação de hipóteses – antes de ir para o Google em busca de respostas prontas.

Tente devolver as perguntas, por exemplo: se ele perguntar “por que a gente espirra?”, pergunte “por que você acha? O que você sente quando espirra? E de onde você acha que vem o espirro?”. Se tiver um livro sobre corpo humano em casa, melhor ainda: você pode mostrar as ilustrações sobre o sistema respiratório.

Claro que não dá para fazer isso o tempo todo (porque são muitas perguntas!), mas estimular esse processo de construção e investigação de teorias é um excelente exercício de raciocínio.

Incentivar o esporte

Continue estimulando a prática de esportes coletivos ou individuais, conforme a preferência da criança, sempre que possível, ao ar livre e com o máximo de contato com a natureza. É ótimo para desenvolver a capacidade motora!

Investir em brinquedos para crianças de 8 anos

Provavelmente seu filho ou filha já conheceu e já gosta de algum videogame, e o tempo de tela já é questão de muito debate aí na sua casa. Acertamos?

Os games não precisam ser os vilões da educação, não. Pelo contrário: eles são uma boa forma de desenvolver raciocínio estratégico e podem até trazer temas interessantes para conversas.

Em que outra situação você conversaria com seu filho(a) sobre tipos de minerais, esmeraldas, diamantes e quartzos? (Quem já viu o filho vibrando por encontrar um desses no Minecraft sabe do que estamos falando!).

Mas, claro, o tempo de tela ainda precisa ser limitado. Haja capacidade de negociação nessa hora, não é? E acredite: é para o bem do seu filho. Ele ainda tem muitas habilidades e descobertas para fazer no mundo real.

Aproveite para apresentar outros jogos “do seu tempo”. Muitos dos jogos de tabuleiro mais famosos (Jogo da Vida, Banco Imobiliário, Detetive) têm classificação etária a partir de 8 anos! Agora ele consegue ler as fichas e entender as regras para pensar as melhores estratégias para vencer. Momentos de diversão em família garantidos!

Brinquedos educativos, com peças mostrando partes do corpo, esquemas de engenharia e também sobre o espaço, despertam o interesse das crianças de 8 anos e ainda servem de apoio para o aprendizado.

Fora de casa, um anjo

A criança de 8 anos adora passar a tarde na casa dos amigos e, às vezes, dormir fora também. Apesar de, em casa, ela ser mais teimosa e respondona, tende a se comportar bem quando é visita.

Não raro, você vai receber elogios sobre a educação dela e ficar se perguntando: estão falando do meu filho(a) mesmo? Estão, sim! E você está fazendo um ótimo trabalho! A diferença é que em casa ela se sente mais confortável para expressar seus reais desejos e emoções.

Aliás, a criança de 8 anos tem mais clareza das emoções e empatia: continue conversando sobre sentimentos (seus e da criança). Uma linda amizade entre vocês se fortalece a cada dia. Mas não podemos esquecer: ainda somos os adultos da relação. E, muitas vezes, precisamos ser firmes.

Você concorda? Uma pesquisa realizada com 2 mil pais e mães nos Estados Unidos em 2020 concluiu que a idade mais desafiadora na educação das crianças é justamente os 8 anos.

Queremos saber sobre sua experiência! Qual fase você achou mais difícil até agora?