A+
A-
Para mães e pais 
em fase de crescimento.

Novidades:

Ninhos do Brasil + Carochinha Editora: Ninhos do Brasil se uniu à Carochinha Editora, selecionando histórias que auxiliam nas questões enfrentadas em diferentes fases. Confira!

Natação infantil: benefícios + cuidados especiais

Ninhos do Brasil NB
seg, 01/08/2022 - 10:00
A natação infantil ajuda no desenvolvimento das crianças unindo diversão e saúde no mesmo esporte. Veja dicas para praticar em segurança.

A natação infantil é uma ótima forma de fazer com que as crianças criem o hábito de praticar exercícios físicos desde cedo.

É um esporte que parece brincadeira e conquista a meninada. A gente até arrisca dizer que é fácil colocar as crianças na piscina – o difícil é tirar!

Além da diversão que tanto chama a atenção das crianças, a natação infantil traz benefícios para a saúde física e mental dos pequenos nadadores. Mas, assim como outros esportes, também requer cuidados.

A seguir, levaremos você para um mergulho no tema da natação infantil: as vantagens, como são as aulas, pontos de atenção e mais. 

Vamos nessa? 

Benefícios da natação infantil: o melhor sobre o tchibum!

Esportes em geral beneficiam as crianças de inúmeras formas e, com a natação infantil, não é diferente. 

Reunimos abaixo algumas vantagens específicas da natação para as crianças.

A natação infantil faz bem para o corpo

Os benefícios mais perceptíveis da natação infantil estão no campo da saúde física. Afinal, é um esporte que trabalha quase todos os músculos do corpo! 

Não é à toa que, em muitos casos, ela é indicada por médicos. Aposto que muitos papais e mamães aprenderam a nadar justamente para fortalecer o sistema respiratório e enfrentar problemas como a asma. Outros, ainda podem ter se iniciado na prática para melhorar a postura e lidar com problemas de coluna, como a escoliose.

A recomendação é antiga e a eficácia comprovada. Mas, mesmo que não tenha nenhum desses problemas, toda criança pode usufruir dos benefícios do tchibum.

  • Desenvolvimento da coordenação psicomotora

A natação infantil ajuda a criança a aperfeiçoar a coordenação dos membros inferiores e superiores e também o equilíbrio, a força, a agilidade, a flexibilidade, a boa postura, a noção de consciência corporal e os sentidos de visão, tato e audição.

  • Fortalecimento da capacidade respiratória 

Para o nado correto, é preciso fazer o controle da respiração. Esse movimento controlado de guardar fôlego e respirar no momento certo ajuda a fortalecer o diafragma, os músculos do coração e a circulação sanguínea. 

  • Gasto de energia

Atividades aquáticas, em geral, exigem bastante esforço físico. 

A natação infantil pode ajudar a gastar toda essa energia das crianças que parecem ter ânimo de sobra.

Por outro lado, ela também contribui para o aumento da disposição de crianças sedentárias, sendo indicada inclusive para a prevenção da obesidade infantil.

Ah, e por exigir bastante energia do corpo, a natação infantil é uma das atividades que mais abre o apetite da meninada.

E a natação infantil faz bem para a mente também

Não são apenas vantagens para o corpo que a natação infantil traz: o esporte tem um papel importante também no desenvolvimento socioemocional das crianças.

  • Socialização

Geralmente, as aulas de natação infantil acontecem em grupos – o que estimula o fortalecimento de vínculos, a colaboração e o respeito entre as crianças. 

Isso pode fazer a diferença em outras interações sociais da infância, como na escola e até mesmo com a própria família.

  • Relaxamento e redução do estresse

Lembra que falamos ali em cima sobre o grande gasto de energia promovido pela natação infantil? Além da liberação de endorfina (o hormônio da felicidade), esse gasto pode fazer com que a criança tenha melhores noites de sono.

Sem falar que a água, por si só, já traz sensação de relaxamento, principalmente se for aquecida.

  • Autoconfiança 

Sua criança está precisando de boas doses de autoestima? A natação infantil pode ajudar!

Mas não estamos falando só da relação estética com o corpo, e sim da percepção de autonomia que a criança adquire ao evoluir no esporte.

Outro ponto positivo é a concentração, afinal, conciliar movimentos do corpo com a respiração não é fácil e demanda foco. Imagina só a criança entendendo que é capaz de fazer tudo isso!

  • Segurança

Além dos benefícios para a saúde, aprender a nadar também é importante para a segurança das crianças (e tranquilidade dos pais). O aprendizado é uma forma de reduzir o risco de afogamento em piscinas, rios, lagos ou praias.

Ainda assim, é importante não deixar crianças desacompanhadas nesses locais, combinado?

Qual é a melhor idade para colocar o filho na natação infantil?

Cada criança é única, portanto, não podemos afirmar uma faixa etária exata para colocar o filho na natação infantil. 

Vai depender de vários fatores: qual o objetivo da matrícula, se há recomendação médica e, claro, se a criança tem vontade de praticar o esporte.

Mas a verdade é que as crianças podem praticar a natação infantil desde que são bebês. Só não acredite naquela história que diz que nenéns “já nascem sabendo nadar”, ok?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, o ideal é esperar pelo menos até os seis meses de idade do bebê para levá-lo a aulas de natação infantil.

Antes disso, os bebês não têm o sistema imunológico devidamente preparado e o risco de contrair infecções na piscina é grande.

Quer saber mais sobre natação para bebês? Clique aqui e leia nosso artigo sobre o tema.

Como é uma aula de natação infantil?

A aula de natação infantil varia de uma escola para outra. Em aulas para bebês (normalmente até dois anos e meio), os pais entram na

água com a criança. Já quando as crianças estão maiores e um pouco mais autônomas, elas costumam entrar apenas com os instrutores, sem os responsáveis.

O professor ou professora aplicará os métodos de acordo com a idade da criança e o quanto o menino ou menina já sabe nadar. Um item importante e que deve ser comum em todas elas é não haver incentivo exagerado à competitividade entre as crianças nas turmas.

As técnicas de natação devem ser voltadas para a vivência da criança na piscina, considerando o bem-estar coletivo e o nadar para a qualidade de vida.

As aulas envolvem a abordagem dos movimentos corretos e o controle da respiração, sempre estimulando a confiança e garantindo que a criança esteja segura.

Como funciona a natação infantil de acordo com a idade?

Como existem vários estágios para o desenvolvimento infantil, a natação deve seguir as fases do crescimento da criança. Dessa forma, ela pode aproveitar ao máximo o aprendizado das técnicas e, ao mesmo tempo, absorver todos os benefícios da natação.

Dos seis meses até os seis anos de idade, as aulas costumam abranger a ambientação ao meio aquático, para que a criança possa se familiarizar e se sentir confortável e segura na água.

Dos sete aos treze anos de idade, é quando as técnicas de natação são exploradas e as modalidades podem ser apresentadas para a criança, como nado livre, nado de costas, nado peito e nado borboleta.

A partir dos treze anos, a criança pode começar a participar de competições, integrando equipes de natação.

Existe contraindicação para natação infantil?

A melhor pessoa para dizer se a sua criança pode ou não praticar natação infantil é um médico ou médica pediatra de confiança.

Afinal, é preciso considerar o histórico de saúde do seu menino ou menina para saber se há algum impedimento. 

Crianças com asma, bronquite, sinusite, faringite ou doenças da pele requerem atenção especial dos cuidadores, mas não significa que estão proibidas de fazer as aulas na piscina.

São raros os casos de crianças que não podem fazer natação! O esporte é rico em benefícios e superdinâmico. Assim como qualquer outro esporte, vale tomar alguns cuidados para a prática saudável e correta.

Kit natação infantil: o que a criança precisa levar?

Para bebês, alguns itens normalmente são dispensados, mas, em geral, o kit básico de natação infantil deve incluir roupa de banho (maiô ou sunga), touca, óculos de proteção e protetores de ouvido. Esses itens são importantes porque, além de garantir o conforto, podem ajudar no desempenho da criança na aula. 

Já outros itens podem incluir chinelo, toalha de banho e uma troca de roupa. Na nécessaire, coloque sabonete, xampu e condicionador.

Na bolsa do bebê, não se esqueça das fraldas. Vale colocar lenço umedecido, pomada para assadura e uma manta para o trocador.

 7 cuidados na hora de fazer natação infantil

  1. As aulas e práticas de natação infantil sempre devem ser supervisionadas por um adulto: professor(a) ou responsável pela criança
  2. Utilize o kit de equipamentos completo na criança
  3. Bebês podem usar fraldas na água, desde que elas sejam adequadas para o uso subaquático
  4. Ajude a criança a se secar bem após as aulas: faz parte da prevenção de resfriados e problemas na pele, como micose
  5. Se os olhos da criança forem sensíveis ao cloro, o uso de colírios pode ser necessário – mediante orientação médica. Vale também pesquisar na sua cidade se há piscinas salinizadas, que reduzem ao mínimo o uso de cloro
  6. Evite levar a criança à aula de natação se ela estiver com alguma infecção viral ou algum machucado que apresente sangramento
  7. Programe as refeições para pelo menos 1 hora antes da aula, para que a criança não nade enquanto faz a digestão

Além da natação, o skate é outro esporte divertido e que ajuda no desenvolvimento infantil. Clique e saiba mais sobre skate para crianças!
 

Tags deste conteúdo